terça-feira, 3 de setembro de 2013

Uma tiborna para matar as saudades num desafio!!!


Boa tarde, boa tarde gente mais linda do mundo e arredores!!!

Ana do blog cozinha em sarilhos, convidou para o primeiro aniversario do seu blog e eu como sempre aceitei, o desafio Um ano e com ele um desafio tinha como base pensar naqueles que estao longe na terra distante, longe do nosso Portugal... e do que sentiriamos mais falta se fossemos emigrantes num pais diferente!

Nao sei o que é ser emigrante, nem estar muito tempo longe do nosso país, uns dias afastada da nossa cultura e ja chegou cheia de saudades do que me é familiar... 

Mas longe na terra distante, certamente o que eu sentiria mais falta seria da comida da minha mae... e nao vou falar em mais saudades, pq mesmo sem estar fora os olhos ja lacrimejam,,,!!!

Entao Ana, aqui fica a minha contribuiçao para o aniversario do teu blog... uma comida tipica da minha sta terrinha, perdida no meio dos vales que compoem as serras da Estrela e do Açor, uma tiborna seria a comida do pobre lavrador nos tempos em que o bacalhau era a comida principal destes, e da sua horta vinham as couves tratadas com todo o carinho, as batatas colhidas no verao e o azeite apanhado com as suas proprias maos faziam este manjar em noite de reunir a familia!


#6-7 batatas grandes

#1 posta de bacalhau por pessoa

#2 couves de corte ou couve portuguesa

#8 dentes de alho

#1dl de azeite

Coza as batatas partidas em rodelas, juntamente com as couves e o bacalhau (aqui se quiserem podem desfiar o bacalhau previamente e so o acrescenta para uma pequena fervura ).
Quando tudo estiver cozido, despeje para um escorredor, e num tacho  adicione o azeite e o alho laminado, leve ao lume e deixe o alho tomar uma cor douradinha, adicione as batatas, as couves e o bacalhau, envolva tudo mto bem. Retifique os temperos (sal e pimenta)e sirva bem quentinho!!


Deixo a sugestao!

Beijocas

Margarida

26 comentários:

Mena Lopes disse...

Ai que coisa mais boa!!! NAo queiras saber o que é ser emigrante e estar longe da tua familia! E como se nao bastasse, estar longe dos nossos sabores, mas esses ainda sao os unicos que se podem imitar!!
A Ana teve uma excelente ideia, e agora as saudades ficarão pelo menos sanadas por um tempo!!!
Adoro tibornas!!! :) que maravilha!!!
:)
Beijinhos

Andréa disse...

Querida amiga,
bela participação a Ana vai amar!
Bacalhau, batata e couve sucesso total!

Bjs

Salsa Verde disse...

Que comidinha boa e que linda a tua descrição amiga!!
Ainda hoje comentei no blogue da Kinhas sobre as saudades do bacalhau que vem sempre comigo na mala, eheheh!!
Beijinhos,
Lia.

São Ribeiro disse...

Excelente aspecto,deve ser muito bom.
bjs

Belocas disse...

E é uma ótima sugestão para valorizar o que é bom em Portugal.
Bjs

Cozinha em sarilhos disse...

Oh Margarida...como poderia não gostar desta maravilhosa participação?
Primeiro que tudo, trata-se de um prato de bacalhau, algo que realmente sinto falta e nos liga sempre ao nosso pais.
Sendo tipico da tua zona tem ainda mais valor, fazendo todo o sentido neste desafio :)
Obrigada pela participação, gostei muito!

Leonor Cerveira disse...

Olá....
Adorei o nome tiborna nunca ouvi falar ;).... Mas está com excelente aspecto ;).... Só de ver abriu-me o apetite :D....
Beijocas
Leonor

http://nacozinhadaleonor.blogspot.pt/

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

oi Margarida,que delicia essa receita e muito apetitosa bjs Rosinha

Susana Machado disse...

Que maravilha!!!
Beijinhos!
http://sudelicia.blogspot.pt/

Cozinha de Mulher disse...

Hummmm a carinha ficou delicia.
Com certeza a Ana ficou feliz..

Um beijo minha linda.. e que sua noite seja mais que especial..

Liliana (Addicted) disse...

Humm...que delicia!

beijinhos :)

Marina disse...

Hummmm....que delicia!!!
Bjs :)

Guloso e Saudável disse...

Bom dia Margarida,
Adoraria saborear esse prato típico, sem dúvida é um manjar, gostei muito do post, texto e receita.
Beijo,
Vânia

Marisa Vlasic disse...

Que delícia Margarida !! Apesar de não saber exatamente o que é tiborna, amo bacalhau e também sou fã da culinária portuguesa, portanto pode ter certeza que eu adoraria saborear esse seu delicioso prato !!

Beijinhos

Sabor no Prato disse...

Oi Margarida! Obrigada pelo apoio lá no blog :). Tem comidinhas que sentimos mesmo a falta, e quando é de mãe ainda... é bom nem falar muito mesmo. Que pratinho ótimo este, é sempre bom conhecer as comidas típicas da sua região.

Abraços. Fabiana.

Violeta Pasat disse...

Ai Margarida,acredita que é difícil ser imigrante!!
Sou fã de bacalhau, de todas as maneiras e feitios e a sua sugestão além de simples e prática ficou deliciosa.
bjns

Cuca disse...

Não conhecia este prato, mas estamos sempre a aprender, não é? Nem imagino o que é estar longe de casa e não poder ter os nossos sabores típicos...
Ficou uma óptima refeição!

Beijinhos*

Marisa Valadas disse...

Excelente sugestão!

Doces em Casa disse...

Ó pá....eu cá não sei o que é uma tiborna, mas faz-me lembrar a roupa velha que se come por aqui no Natal e que eu adoro, quanto mais não seja porque me lembra momentos felizes com a família!!

Aposto que a ti também te lembra muitos bons momentos, nomeadamente com a tua mãe :)

Beijinhos,
Aida

luci disse...

Hummmmmmmm!!!!
Que delicia.
Beijos Luci

Arroz Di Leite disse...

Belo prato. Hummmm!!!!!

Bjs

Tãnia Camargo

Paula Vieira disse...

Não conhecia a Tiborna, Margarida, mas acho que vou gostar, vou fazer para o meu marido ele gosta muito destes tipo de pratos.

Beijoca

Paula

Patricia Galis disse...

Hummmmm adorei.

Isabel Patrício disse...

Esta não é uma tiborna para matar saudades, é uma tiborna para nos matares de vontade de comer este delicioso prato.
Adoro bacalhau de todas as formas, por isso fiquei "aguada" com esta iguaria :)
Bjns
Isabel

Formiguinha disse...

Olá Dona Guidinha, como tem passado?
já não vinha cá à algum tempo, já tava com saudades:)

Como sempre sugestões deliciosas que nos fazem ganhar água na boca - que delícia!

Bom fim-de-semana!
Beijinhos

Lenita disse...

Olá querida Margarida,
Adorei a tua tiborna, gosto imenso de comidas assim simples mas cheias de sabor.
Acredita que vou ter que fazer em breve, fiquei com desejo!
Bjs