terça-feira, 21 de maio de 2013

Ervilhas de palha com batatas e ovo


Bom dia, bom dia gente mais linda do mundo e arredores!!

Isto tudo é um ciclo que nao pára, e que se mantem de ano para ano pelo menos para quem como eu vive nas pequenas vilas e aldeias perdidas nos vales das serranias que nos envolvem... frio e neve no inverno, ondas de calor no verao sem um brisa pequena para nos refrescar.

E mesmo na altura em que as terras ficam de pousio (nao têm quase nada semeado) continua a azafama de tratar dos nossos amigos patudinhos que nos fazem o fertilizante natural que aduba as nossas terras... ta certo meninas da cidade,... que nojo devem estar vcs a pensar... e todos os dias ha migadas para fazer, couves para apanhar, ervas para por a secar, soltar as cabritas pelos montes e matos, o proprio porco anda na rua e alimenta-se de ervas e bolotas .... nao tem  pingo de gordura, farinhas so mesmo quando sao pequeninos e so durante umas semanitas depois, depois tudo se alimenta do que a natureza oferece... esgravatam as galinhas, trepam as cabrinhas pelo pinheiros e azinheiras e carvalhos que por aqui abundam.

E chegando mais ou menos a Dezembro, metade da terra começa a ser preparada para as chamadas culturas de inverno, embora um bom pedaço dela nessa altura ainda esteja ocupado por couve portuguesa e  nabos, a outra começa a cultura das ervilhas, das favas, dos alhos, das nabiças e em finais de janeiro, inicio de fevereiro semeamos as primeiras batatas, lavram-se as terras, estrumamos e fresamos ... nao entra nenhum adubo quimico naquela terra... as favas semeadas em Dezembro começaram so agora a dar o seu fruto, as ervilhas semeadas nessa altura começam agora a dar vagem, os alhos ainda estao na terra e as batatas começam agora a perder a rama... 5 longos meses de espera, mas tudo na hora certa, tudo com o seu ciclo certo, sem adubos nem quimicos... nao sao tao bonitas nem tao brilhantes como as dos supermercados?? Nao faz mal... sei o que ponho na minha mesa, sem que o que trago do meu quintal cresceu ao seu ritmo, teve a geada na hora certa, a neve quando devia ter, a chuva, que este ano tem sido um exagero!

E com isto o prato que hoje apresento... á pobre devem estar vcs a pensar, mas o meu blog nunca foi de comidas ricas, veio todo do meu quintal... as primeiras batatas foram arrancadas, as primeiras ervilhas em vagem colhidas e os ovos... esses foram gentilmente cedidos pelas nossas galinhas que em media por dia nos ofertam cerca de 8-10 ovos!

E o ciclo depois vai continuar, as alfaçes ja começam a estar no ponto certo para as irmos apanhando, e ao lado crescem os pimentos, tomates, feijao, feijao soja, e mais batatas, e mais broculos e mais couves e mais... tudo o que vcs possam imaginar que se compra nos hiper e super mercados! Da trabalho?? Da muito trabalho, mas sei o que ponho na mesa e sei o que ofereço ás pessoas quando vem a minha casa!


Entao a sugestao de hoje é mais que saudavel, inclusive para quem mantem uma alimentaçao vegetariana onde se coma ovos, sem quimicos e sem fertilizantes, tudo biologico.

E portanto... como nao tenho que me preocupar com o preço das coisas, a receita sai a olho:

*batatas novas
*ervilhas de palha
*ovos 

Vai-se ao quintal apanha-se as batatas, colhem-se as ervilhas e aceitam-se o ovos que as galinhas retiram dos ninhos...

Lavam-se as batatas bem lavadinhas e colocam-se numa panela com agua, vai ao lume, juntam-se os ovos tambem estes bem lavados tempera-se com sal, uma folha de louro e uns dentes de alho. Deixa-se levantar fervura... conta-se mais ou menos 15 minutos e juntam-se as ervilhas ás quais retiramos os bicos e o fio, deixam-se cozer por mais 5 minutos e escorrem-se!

Descascam-se as batatas e dispoem-se numa travessa com as ervilhas, por cima polvilham-se os ovos previamente descascados e cortados aos pedaços, rega-se com um belo fio de azeite e serve-se quentinho ou frio se for no verao num dia de calor!!


Eu por vezes reclamo que vivo atras do sol posto, que vivo onde o diabo perdeu as botas... mas se pensar muito bem, sou uma sortuda, pois eu sei de onde vem a carne, os legumes e vegetais que como no dia a dia... so nao tenho um mar privado onde possa ir ao peixe e ao marisco, de resto eu tenho tudo aqui ao lado de casa e independentemente de dar ou nao muito trabalho vale a pena chegar ao fim do dia e saber que o que vamos comer amanha nao trara complicaçoes futuras na nossa saude acima de tudo na dos meus filhos.

Desculpem ser uma sugestao tao pobrezinha, mas sabe tao bem este pratinho aqui em casa, é mesmo muito apreciado!!!

Beijocas

Margarida


* Nao esqueçam do aniversario do tachos dia 9 de Junho, alem da receita... nao esquecer as perguntas para a entrevista... terei o maior prazer em vos responder ao que quiserem saber de mim ehehehe... deixem o linck da vossa participaçao AQUI

26 comentários:

cristina fonseca disse...

Olá Margarida!!! Amiga ... que saudadinhas de passar aqui :)
O que melhor "funciona" são as coisas simples! E isso aplica-se a tudo :)

Beijinho grande e um xi coração apertadinho!

Guloso e Saudável disse...

Bom dia Margarida,
Adoraria viver nessa calmaria, mais uns anos e farei isso, comer na maioria produtos por nós plantados, é seguro, relaxante, delicioso, adorei a refeição simples, natural e deliciosa.
Beijo,
Vânia

Doyle disse...

Porque é que dizes que é uma receita de pobre Margarida? Eu acho que é uma refeição perfeita, equilibrada, saborosa e genuína, com ingredientes sãos e naturais. É um privilégio poder viver ao ritmo das estações, acompanhar a natureza na sua evolução constante, por vezes esta tem mais para oferecer, e por outras tem de descansar. É um ritmo e um estilo de vida que muitos esqueceram, mas que é primordial que ainda haja pessoas que vivam assim, que possam transmitir o seu saber e nos dizer o quão importante é a natureza para o equilíbrio do ser humano. Eu confesso que tenho muita pena de não poder viver no campo, mesmo no meio da natureza. Tens muita sorte de poder fazê-lo, mesmo sabendo que por vezes pode ser rude e difícil, mas no final de contas, és muito mais rica que muitos que têm uma conta bancária choruda, mas que no fundo são pessoas tristes porque estão completamente desconectados da realidade. És mesmo uma sortuda Margarida, não tenhas dúvidas disso.
Beijo grande :)

Filomena Conceição disse...

São os ciclos de vida, também no que a terra nos dá. Como é interessante, Margarida!

Gostei da sugestão!

Beijinhos!

Carla Sofia disse...

Olá,
Este parto ficou debaixo de olho vou ter que o fazer cá em casa :)

Beijinhos
Carla Sofia
http://amdeirensecarlasofia.blogspot.pt

sandra neiva disse...

Olá Margarida,

ai como eu adoro estas ervilhas, e este ano ainda não comi nenhuma.
Está aqui uma sugestão que eu ia adorar para o meu almoço.

Beijinhos

Tertúlia da Susy disse...

Olá Margarida,
Que belo petisco.
Kiss, Susana
Nota: Ver o passatempo a decorrer no meu blog:
http://tertuliadasusy.blogspot.pt/2013/05/2-edicao-do-projeto-escolha-do.html

Petiscos e Miminhos disse...

humm, um prato muito apetitoso!

Andréa disse...

Amiga,
quem vive em aldeias tem uma vida mais saudável, a vida na capital é bem agitada e estressante.
Seu prato além de lindo e com essas mistura de ingredientes uma verdadeira delícia!

Hoje a minha postagem é dedicado ao aniversário do seu blog, depois vc dar uma olhadinha!
Bjs

Mª João - Ponto de Rebuçado Receitas disse...

hummm...Margarida, adoro ervilhas tortas (não as conhecia como ervilhas de palha, mas reconheço-as, eheheh)!
Beijinhos querida

Ana Claudia disse...

Hum, me manda um pratinho desses para oi meu almoço... hehehe... está lindo e saudável.
bjos minha linda!

Sadhia Hage disse...

oi minha linda esta divino mesmo parabens bjão como vc está ?

São Ribeiro disse...

Nunca fiz essa combinação mas gostei do aspecto.
bjs

Léia disse...

Oi Margarida, adoraria comer alimentos frescos, recém colhidos, sem quimicas.Isso não tem preço, no mundo de hoje tem se tornado cada vez mais raro quem viva dessa maneira.Sua receita me deixou com vontade de almoçar.Beijos querida, tenha um ótimo dia.

marijose disse...

Buenisimas Margarida, son lo quea qui llamamos tirabeques verdad', yo los publique ayer y me encantan, besos

luci disse...

Que delícia de prato deve ser muito saboroso
beijos

Sileni Machado disse...

Olá minha amiga, que privilégio poder colher o alimento que vai à sua mesa no quintal da sua casa! Quisera eu ter essa oportunidade, por isso tenho um sonho de consumo, ter uma casa de campo para plantar, colher e ter criações, quem sabe um dia...
Esta salada não tem nada de pobre, é rica, nutritiva e saudável, quer mais o quê? Bela sugestão, amiga!
Bjokas grandes, fique com Deus!
www.viveraprendendo.com

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

oi Margarida,adoro essa vagem,que delicia colher tudo para o almoço ou jantar bjs Rosinha

Comida de conforto disse...

Olá Margarida, adoro essas ervilhas, na minha terra chamam-se ervilhas de quebar. Esse prato ia fazer sucesso na minha mesa, adoro os três ingredientes!
Beijinhos

Andréa disse...

Margarida,
vou te enviar as perguntas pelo e-mail no fds pode ser?

Bjs

Aim'Art disse...

Margarida, o importante é sem dúvida o que pomos na mesa, qualidade certificada por nós, a semana passada fiz umas favas também do nosso quintal... uma maravilha! Beijinho e boa semana,

Cozinha de Mulher disse...

Boa noite minha linda..
Menina,simples porém delicioso..
Aliás essas são minhas receitinhas favoritas..
Acredita que nunca comi ervilhas assim?
Me parecem tão apetitosas..
Hummm

Beijinhos minha linda.. e uma noite super especial viu?

Blog do Chocolate disse...

Olá Margarida,

Esta é uma refeição simples mas muito saborosa e cheia de ingredientes que adoro, por isso, mesmo no dia de aniversário da minha filhota (ontem) eu teria comido este pratinho com todo o prazer ! :)

Beijinhos

Isabel

Paula Vieira disse...

O que são ervilhas de palha, amiga? São as ervilhas tortas, parecem!!

Mas sejam lá o que for, o prato ficou bem apetecível.

Beijocas

Paula

Aline - Receitazada disse...

Que maravilha poder degustar de alimentos saudáveis assim.
Com certeza um toque a mais nas suas receitas.
Beijãoooo

pedra de sal disse...

Pois eu minha linda trocava de bom grado a cidadã grande por essa vida... :-(