domingo, 17 de março de 2013

A broa de antigamente - trigo, milho e centeio

Bom dia, bom dia gente mais linda do mundo e arredores...

Por acaso alguem anotou a matricula do camiao que ontem passou por coma de mim? 
Afff... doi-me o corpo todo 3 horas de viagem de autocarro (onibus para as minhas queridas amigas transatlanticas) para chegar a Obidos, depois uma caminhada de 5h a visitar (e comprar o belo chocolate eheheheh) o Festival do Chocolate, e por fim mais 4 horas de regresso a casa (o regresso foi mais demorado porque apanhamos chuva no caminho).
Eu tirei fotos, mas estao no meu telemovel (celular) vou ter que as passar primeiro para o FB porque o meu computador ja é muito velhinho e nao conhece o software do telemovel, e so depois as passo para aqui... 

Obidos, é um dos pontos turisticos que sem duvida alguma vale a pena conhecer neste pequeno país, muito proximo do Oceano, ainda conserva as suas ruelas antigas e casinhas dentro das muralhas do castelo o que lhe da uma beleza de outrora, o que quase nos faz recuar no tempo e ver por ali a passear cavaleiros e donzelas com os seus lindos vestidos compridos e eles com as suas reluzentes armaduras. A simpatia das pessoas da terra que nos acolhem com um sorriso nos labios, e isto diariamente, nao estou a falar só de quando ha festivais ou outros eventos, ja la fui a 3 eventos (feira medieval, cake design, aldeia do Pai Natal), mas tb ja la estive em dias calmos para uma visita pelas ruas e muralhas do castelo.

Ahhhhhhhhhhh e nao esquecendo a excelente ginjnha que por ali se bebe em copinho de chocolate... uma verdadeira delicia!!

Bom, hoje trago uma broa á antiga, daquelas que em tempos idos eram amassadas em grandes "gamelas" (bacias de madeira) com os cereais que o campo dava.
O meu marido, fazia tempo que andava a "azucrinar-me" a cabeça para eu amassar uma broa, tanto o ouvi que acabei por ceder e lá meti as maos na massa, é um pao muto simples de fazer, sem segredos nenhuns, o mais basico que se pode amassar, mas que matava a fome em tempos idos e era presença assídua nas casas dos lavradores e pessoas mais humildes daqui da zona, em casa dos meus pais e dos meus sogros ainda é cozido este pao em forno de lenha, os meus sogros com a vantagem que ainda usam os cereais que a terra lhes dá, pois cultivam milho, centeio e trigo.
As farinhas que eu usei nestas broas sao de casa deles, nada passado por refinarias nem por quimicos, é daquelas que se nao as tivermos dentro da arca frigorifica (nao congelam claro) podem mesmo colher  gorgulho (um bichinho que aparece em cereais e farinhas que nao têm produtos quimicos), é uma das vantagens que eu vislumbro por viver numa terra onde o "diabo perdeu as botas" uma terra "atras do sol  posto", onde o progresso teima eu nao conseguir chegar e as pessoas acabam por ser limitadas, mas enfim... por viver numa terra onde a agricultura ainda faz parte do nosso dia a dia, tenho a sorte dos meus filhos estarem mais imunes a doenças, porque mexem na terra, e vao com as maos á boca (que nojo dizem vcs né?) porque rebolam na erva, porque no verao andam descalços nas levadas de agua enquanto regamos os legumes e vegetais... sou uma sortuda nesse sentido porque muito raramente eles estao doentes,,, uma constipaçao por ano nada mais...


Deixando o paleio de lado e passando á açao:

*5 chavenas de farinha de trigo
*2 chavenas de farinha de milho branca
*1 chavena de centeio (so coloquei uma porque o centeio faz o pao muito escuro)
*40 gr de fermento de padeiro
*Sal
*agua q.b

Entao é assim, isto tudo tem um ritual que nao existe nas farinhas de compra é claro, mas quando sao moidas em casa (os meus sogros tem um moinho em casa deles) o farelo vem junto com a farinha, e entao antes de começar a amassar qualquer pao, temos que peneirar a farinha com uma peneira de rede muito fininha, pois esta deixa passar a farinha e o farelo fica retido em cima da rede e quanto mais fina for a rede mais fina se tornam as farinhas, os farelos sao usados para dar ás galinhas, patos, perus etc... (tudo se aproveita, nada vai para o lixo). 

Desfaz-se o fermento em agua morna e adicionam-se as farinhas e o sal.
Agora vem a parte um pouco mais cansativa eheheheheh, tem que se bater a massa, bem batida, o que significa um pouco de esforço fisico , tem de estar uma pessoa a segurar a gamela (no meu caso foi um alguidar de plastico) e entao a massa e batida, amassada, e volta-se a bater ehehhee e se for preciso vamos adicionando mais agua sempre morna, até obtermos uma massa fina um pouco mole. 

Espalha-se por cima um pouco de farinha de trigo e ajeita-se a massa dos lados, quase a fazer uma bola, os antigos fazem uma cruz e uma reza (ja falei disso num post anterior), e deixa-se dobrar de volume.

Como é uma massa que fica mais mole, utiliza-se uma tigela para maquiar a broa, ou seja, as broas vao ficar todas mais ou menos do mesmo tamanho dependendo claro do tamanho da tigela que se usa, nas feiras aqui da zona ainda se encontra á venda essas tigelas de maquiar a broa, sao feitas de barro... eu usei uma das minhas tigelas de sopa, por isso ficaram mais pequenas, cerca de 2,5 kg de farinha renderam-me 14 broas pequeninas.

Entao na tigela coloca-se um pouco de farinha de trigo e tiramos um pouco de massa para dentro desta em vamos fazendo rolar a massa dentro da tigela segurando nesta com as duas maos e dando impulso á massa... sei parece dificil mas nao é nada dificil... quando a massa parece uma bola, colocamos num tabuleiro forrado com papel vegetal (se for num forno grande as broas sao colocadas numa pa e sao postas diretamente no lar do forno, nao corremos o risco delas pegarem, agora na semana da Pascoa eu vou ter de amassar novamente e vou fazer um video para vcs verem e vou coze-las mesmo no meu forno grande de lenha) e levamos ao forno bem quente até estarem cozidas... Ora bem eu nao faço o teste do palito neste caso né??? ehehehe entao, para ver se a broa está cozida pego numa e bato nela por baixo, se me soar a oco é sinal que a broa está pronta para sair do forno.
E pronto aqui ficaram as minhas broas de antigamente , para vcs terem uma ideia, os meus filhotes se tiverem deste pao, pois que pode vir pao da melhor padaria daqui da zona, mas eles nao querem... só comem mesmo bem o pao caseiro.

Peço desculpa pelo enorme testamento 

Beijocas

Margarida

19 comentários:

Cozinha de Mulher disse...

Amiga linda.. eita que o passeio foi longo, mas com certeza valeu a pena né?
Olha eu devo confessar que nunca comi broa acredita?
Fiquei aqui imaginando o sucesso dessas delicihas por aí..
Eita lelê que ainda nem tomei café e já estou aqui pensando que estas delicinhas seriam perfeitas agora srsr

Um beijo minha amiga linda... e um domingo mais que especial viu?


Cecilia Gomes disse...

Olá Margarida,
eu sou desse bom tempo.. em que mexia na terra e de seguida passava pelas laranjeiras ou pessegueiros e comia a fruta mesmo assim com as mãos sujas..
só me fez bem e agora mesmo se andar no jardim e me apetecer comer um tomate ou uma maçã, pego e só limpo a poeira na roupa e toca a andar.. só faz bem ao sistema imunitário.. chamem-me de porca se quiserem:)e é assim que quero um dia criar os meus filhinhos...
adorei a tua broa, tambem adoro:)
bjus
Cila

Rosario Mota disse...

Eu gosto tanto de broa...
A minha avó paterna e as minhas tias faziam uma broa como nunca comi igual. Nunca mais comi nada igual
Bjs
http://come-bebe-sorri-e-ama.blogspot.pt

Felismina disse...

Margarida, pão caseiro é tão bom...ficaram lindas astuas broinhas!

Bjs.

Maísa disse...

Margá
Que broas maravilhosas, bem rústicas,e imperdíveis...Maravilhosas!!Que bom que nada grave lhe aconteceu e vc está aí firme e forte...beijão e um lindo domingão, por aqui com muita chuva :))

Doces em Casa disse...

Pãozinho caseiro, hummm...que bom!!

Um toque de canela disse...

Adoro este tipo de pães/broas! Esta foi uma excelente sugestão que talvez qualquer dia ponha em prática!
bjs

Mena Lopes disse...

Ai foste de passeio e agora queixas-te? Como diz o povo, minha querida, quem corre por gosto nao cansa!! Nao conheço Obidos, so mesmo de nome, mas um dia que vá, tem que ser qd esteja a decorrer o Festival!
Quanto a esse paozinho, como entendo eu os teus filhotes!! Se tivesse que escolher entre o da padaria e o teu, escolheria o da mamã! E que saudades me trazem esses pães!! Posso levar uma fatia?
Beijinhos e bom fim de semana!!
Mena

PS - As bananas sao ricas em potassio, e boas para quando temos a sensação da passagem do camiao! lolol...:)

Guloso e Saudável disse...

Bom dia Margarida,
Que passeio agradável, adoraria ter ido conhecer esse festival do chocolate, humm.
A broa ficou linda e sendo tradicional melhor ainda, com essa combinação de farinhas ficou mais nutritiva e saborosa.
Beijo,
Vânia

marta alves disse...

Que aspecto divinal tem essa broa

Bom domingo!

Beijos*

marijose disse...

oH margarida adora pan de broa, con lo que sea, con chorizo, con carne, con huevos, me da igual, me encanta¡¡¡¡ y ese te quedo perfecto amiga, besos y buen Domingo

Cuca disse...

As tuas broas ficaram com um aspecto tão bom!!! Quentinha com um bocadinho de queijo, huumuum :)
Já tenho saudades de ir a Óbidos, depois quero ver as fotos :)

Beijinhos*

Elsa disse...

É realmente um pão fabuloso.
Beijocas

Aline - Receitazada disse...

Bom dia Marga!
Ai que broa deliciosa...hmmmmmmmm agora com o cafézinho da tarde que tudo de bom.
Beijinhos amiga e um excelente domingão pra vc ;)

Catarina Sá - A Cozinha da Kinhas disse...

Adorei estas broas, com grande pena minha não as posso fazer aqui :( fico só pela degustação através das imagens :)

beijinhos

Blog do Chocolate disse...

Olá amiga,

As broas estão lindas, é uma área onde ainda não me aventurei, a Mãe é que faz, mas compra a farinha lá num local específico, não faz com estas farinhas de hipermercados... :)

Este ano não fui ao Festival do Chocolate, estive lá o ano passado e fiquei desiludida, por isso este ano resolvemos não ir, ainda bem que gostaste !

Olha amiga, já te perguntei uma vez e vou voltar a pergunatar-te, uma vez que não acusaste a recepção.
Recebeste o meu email ou não a enviar-te as fotos da receita ?
Agradecia de facto que visses e me dissesses ! :)

Beijinhos e bom resto de Domingo!

Isabel
www.blogdochocolate.com
http://brisa-maritima.blogspot.pt

Silvia disse...

Vou roubar uma :)não resisto !
beijinhos

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

Ai Margarida,que delicia de broa,que delicia de lugar que vc mora,meus netos também vivem como os seus filhos a brincar descalços e pular dentro de poça de água colher fruta no pé,ai que delicia de infância.bjs Rosinha

LiBelinha disse...

Olá Margarida,
Na zona onde vivo diz-se " para onde vai? vou para a festa :))) de onde vens? Vennnhooo da festaaa ;((( " tu estás na mesma :) ainda bem que apesar de cansada, gostaste de lá ir. Também conheço Óbidos, a ginginha no copo de chocolate,a feira medieval, mas nunca fui ao festival de chocolate.
Mas do que gosto mesmo é dessa broinha que tens aí a pedir para ser comida :) com a garantia de qualidade na matéria prima.
Bjns e resto de dia feliz para ti e para os teus
Isabel