sábado, 8 de setembro de 2012

O dia em que o inferno foi em Coja

 (12:54H, minutos depois do alarme ter tocado)
Bom dia, boa tarde ou boa noite gente linda!!!
Estou de volta, infelizmente o motivo que me levou a ausentar nao foi o mais agradavel, de todo, por acaso eu ja tinha mensagens agendadas até ao dia 7 de Setembro, mas fiquei sem visitar os vossos cantinhos que tanto gosto, foi impossivel entrar e comentar pois desde o dia 6 ás 13h que estava sem net, telefone e telemovel (celular).
Obrigado a quem continuou a visitar o meu cantinho mesmo sem saber pq me ausentei ou porque nao visitava os vossos!!
A minha mensagem hoje fala disso... Dia 6 de Setembro... o dia em que o Inferno se viveu em Coja, o dia em que o verde virou negro, o dia em que a minha terra se vestiu de luto, pois desapareceu uma parte bem grande dessa floresta imensa que nos caracteriza aqui, o dia em que mais uma vez esses incendiários ganharam uma luta sobre aqueles que tudo fazem para defender pessoas e bens (Bombeiros), o dia em que nos sentimos impotentes e tao pequeninos perante tanta crueldade!!
Foi o dia que amanheceu radiante, o dia em que pela primeira vez se viu o ceu azul, azul como ha dias nao se via, o dia em que o cheiro a queimado e o fumo haviam desaparecido completamente, foi o dia... 
O dia em que ás 12:49h rebentou como uma bomba o que ja foi considerado o maior incêndio de Portugal até á data ( e espero, que, embora tenha sido na minha terra e que esta fosse abertura dos noticiários pelos piores motivos, tenha ficado por aqui e que deixem Portugal verde, verde da esperança, e nao vestido com o negro do luto) não pelos dias que andou a arder, felizmente esses herois da paz conseguiram travar o inferno em pouco mais de 12h, mas sim pelo pouco tempo que esteve ativo, e consumiu uma area de 1200 hectares de floresta (muita floresta, animais e terrenos de cultivo se perderam nestas 12h).
Calma e silencio, umas pequenas rajadas de vento de vez em quando!!  Hora de almoço, a paz e a tranquilidade reinavam por aqui... de repente foi quebrada pelo som dos carros de incêndio a sair, mal tinham saído do quartel dispara o alarme (sirene) a pedir reforços e ajuda, eu estava na escola e fui ver onde seria o dito, talvez 3minutos após terem saído os bombeiros, separem o tempo da primeira foto, foi tirada logo assim que o incêndio começou. 
4 helibombardeiros (eu creio ser assim que se chamam esses avioes pesados pertencentes ao exercito) 1 pesado (vindo de Espanha) 2 Helicópteros e bombeiros vindos de tantas tantas zonas do nosso Portugal (Sta Maria da Feira, Samora Correia, Ílhavo, Aveiro, Portalegre, Ilhavo, Mira, Loures, Lisboa, e muito muito mais) desde o Porto (Norte) ao Alentejo (Sul) estiveram a auxiliar os Bombeiros de Coja, todos lutaram vida por vida, todos se colocaram em risco, em terrenos que eram bem conhecidos para a Corporação de Coja e Arganil, mas completamente desconhecidos para os restantes, lutaram lado a lado contra esse gigante que se ia tornando cada vez maior, que ameaçava engolir tudo o que lhe aparecesse á frente.
Param os telefones, as redes moveis começam a fraquejar e a net vai abaixo, quase ficamos isolados do resto do mundo!
Durante a tarde olhando para a frente, por baixo do fumo negro, que do dia fez quase noite, o verde está ainda mais verde, se calhar hoje penso que o verde se estava a despedir, pois quase que adivinhava que poucas horas depois seria negro, negro da desilusao e manteve-se  verde até as 18:45.
O vento virou e as chamas saltaram com toda a força sobre Coja ( as ultimas 3 fotos foram tiradas de uma ponte sobre o centro de Coja), casas e outros bens, de repente viram-se ameaçadas, é dada a ordem de evacuaçao de 3 aldeias, ele vem a descer vertiginosamente sobre Coja, vem com vontade de engolir a pequena vila. 
Aos bombeiros poco resta fazer, nao se vao pôr dentro daquele inferno, colocam-se em posiçao junto das casas, restava salvar as casas, e travam as frentes junto destas, uma batalha vencida pelos bombeiros. 
Até o meu pai, que foi bombeiro 38 anos, que durante esses anos todos fez do lema "Vida por Vida" o lema dele, nesse dia, mesmo ja estando retirado do corpo ativo, ajudou a salvar casas, fez frente ao gigante que vinha sobre nós... 
Eu... eu caí a um dado momento, tentei ser forte, mas caí, doeu ver anos e anos de verde lindo ser substituido pelo negro... e as lagrimas cairam, as lagrimas que ameaçaram durante o dia todo naquele momento desabaram e nao consegui controlar... Uma vida de trabalho dos meus avós maternos estava naquele momento a ser consumida pelas chamas, nao foi casa, foi umas quintas que eles tinham que depois ficaram para os meus pais e tios, lá só tinhamos arvores de fruto, mas mesmo assim, cada arvore que la estava foi plantada pelo meu avô (algumas ja eram mais recentes, plantadas pelo meu padrinho e o meu marido), mas a maioria ja tinha varios anos e desapareceram, e tudo isso mexeu muito comigo!!
Foi um dia para esquecer, horas de angustia, dor, sentimentos de incerteza, pequenez, impotencia, quem estava longe, queria contactar connosco, mas nao conseguia, as televisoes estavam sempre ligadas nos canais de noticias para conseguirem saber como evoluia a situaçao, era a unica coisa que naquele dia nos ligava ao resto do país, eram as noticias que saiam daqui pelos meios de comunicaçao.
Os meus filhos... os meus filhos como crianças, nao tem noçao do perigo nem do momento que estavamos a viver, para eles quase era dia de festa pois tanto aviao e Helicópteros a passar aqui, se calhar eu o pai e os avos, tb contribuimos para isso, pois enquanto queriamos ver a evoluçao do fogo no terreno, falamos para eles que iamos ver os avioes de perto, para eles era a noçao que tinham, embora o meu filho mais velho já dissesse que só as pessoas más faziam "isto" (pôr fogo), tentamos minimizar neles o drama que sentiamos, assustaram-se quando me viram a chorar, isso assustaram e muito, eu acho que eles naquela altura pensaram que realmente a coisa era mesmo grave...
Grave para mim é a PJ (policia judiciaria) apanhar quem deita os fogos, e infelizmente neste país quem deita fogos é considerado maluquinho, é considerado com problemas psicologicos porque está sem trabalho, porque estamos em crise, ou porque me quero vingar do mal que me acontece vou deitar um fogo, mas essas pessoas carregam nas costas a morte, morte de bombeiros que sucumbiram no seu lema "Vida por Vida", e este ano infelizmente ja tivemos algumas, e no entanto esses criminosos vao em prisao preventiva e depois sao libertados porque sao "maluquinhos"... Isso sim é grave, isso sim é crime, mas é assim que funciona a justiça de Portugal, quem sabe um dia as coisas mudem, a esperança é a ultima a morrer!!!
E este foi o dia, em que o inferno desceu a Coja, este foi o dia que ás 23:00H tinhamos um mar de chamas de 20Km, foi o dia que virou noite bem cedo, foi o dia que a terra se vestiu de luto, foi o dia em que as lagrimas irromperam dos olhos de quem aqui vive, foi o dia em que muita gente pensou que ia ficar sem casa... Foi neste dia que pessoas da idade dos meus pais e talvez mais velhos um pouco, falaram que nunca tinham visto uma coisa assim, que nunca um incendio esteve tao perto das casas, tao perto do centro da vila... 
Medo... senti muito medo e dois dias passados ainda sinto algum medo!!!

Obrigado a todas que continuaram a passar no meu cantinho, mesmo sem saber o que se estava a passar e mesmo sem eu vos visitar á 2 dias, continuaram a deixar comentarios, obrigado minhas queridas, eu hoje ja vou pôr as minhas visitas em dia!
No meio desta angustia, é muito bom ler os vossos comentario!!

OBRIGADO!!!!

Beijocas

*1ª e 2ª fotos tiradas da escola onde eu trabalho, a primeira poucos minutos dp do incendio e a segunda seriam cerca das 15:30h.
*3ª, 4ª e 5ª - de uma varanda de minha casa, no momento em que as chamas irromperam com toda a força sobre Coja, cerca das 18:45h.
*6ª, 7ª e 8ª  - de uma ponte sobre uma ribeira que passa mesmo no centro de Coja, perto das 20:00 quando o incendio ja ameaçava as casas da Vila que ficam na periferia, embora bem proximo do centro desta.


31 comentários:

RUTE disse...

Olá Margarida,
que dor profunda ver o dia virar noite pelo fumo negro que se propagou pelo ar.
Um mar de chamas intimidatório aperta o coração de temer maiores estragos do que aqueles que os nossos 5 sentidos já assistem.
Infelizmente esse estrago ambiental não acaba aí. Mesmo depois do fogo extinto, o ar continuará poluido durante dias e dias. E os animais, meu Deus! Quantos animais morreram carbonizados? Espero que os bombeiros estejam todos bem. Verdadeiros herois-salvadores.

Vou incluir o teu post na Teia Ambiental, está bem?
Beijinhos.
Rute

Guloso e Saudável disse...

Olá Margarida,
Lamento o motivo ter sido esse, sabia que próximo da sua região havia um incêndio de grandes proporções mas estava longe de imaginar que estava a atingi-la indiretamente.
Felizmente não existem perdas humanas, o restante reconstrói-se, agora só podemos louvar e parabenizar os inúmeros heróis anônimos, voluntários ou não, também os incansáveis bombeiros, lamentar a ineficácia de proteção ao patrimônio ambiental por parte do governo e PJ.
Espero sua rápida recuperação,assim como de sua família, parabéns a seu pai, beijos,
Vânia

são33 disse...

É UMA COISA HORRIVEL E DAS QUE MAIS TEMO.
ESPERO QUE ESTEJA TUDO BEM.
BOM FIM DE SEMANA
BJS

Paula Vieira disse...

Foi realmente um inferno, amiga estas fotos juntamente com o que já tinhamos visto pelas noticias são prova disso mesmo.

Passou é verdade, mas as consequências deste e de todos os outros, são terríveis.

Que bom é ter-te de volta Aninhas, beijinhos grandes

Paula

Romy Almeida disse...

Caramba... essas fotos são impressionantes!!!
Aqui na LOusã quando ouço a sirene dos bombeiros dá mesmo para arrepiar e ultimamente tem sido uma constante. Eles não tem mesmo descanso os desgraçados :(
Espero que o susto já tenha passado!!

Bjokas e bom fim de semana

Catarina Sá - A Cozinha da Kinhas disse...

Olá Margarida, ao ler a tua descrição do que aconteceu consigo imaginar a angústia de todos vocês, pois há dois anos atrás o mesmo se passou com os meus pais em que o fogo chegou tão perto das casas que houve danos em janelas (rebentaram vidros e persianas) e paredes chamuscadas(felizmente não houve mais danos a assinalar nem mortes). É horrível vermos tudo colorido e em 5 minutos passar a negro como se de um filme de terror se tratasse. Tal como tu discordo com o castigo que dão a estes malfeitores, porque de malucos não têm nada! Haviam de os deixar com o povo para que se fizesse justiça! Por acaso tenho chegado cedo a casa e acompanhei o Telejornal e fiquei horrorizada com tamanha destruição...

Beijinhos

luci disse...

Que triste Margarida pelas fotos da para ver o tamanho do incendio beijos

ANDRÉA disse...

Oi Amiga,
É realmente muito triste o que aconteceu.
Não tenho palavras.
Sinto Muito! Muito mesmo.

Um Beijo no seu Coração
Andrea

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

oi Margarida,essas noticias me deixam muito triste,aqui no Brasil também tem acontecido muito dizem ser por causa da baixa umidade,mas tenho certeza que e incendio criminoso,bjs Rosinha

Mayara disse...

Oi Margarida, os incendios estao demais mesmo. Fico vendo e morro de pena das pessoas que perdem as suas coisas. Espero que este verão termine bem rápido. Espero que esteje tudo bem por ai. Beijos.

arte da sadhia disse...

amiga muito triste isso .....saiba que amamos vc .. e estamos jutas nessa ok senti sua falta na net ..amiga se cuide ok
bjokas

mariana/receitas para a felicidade disse...

Não imagino o susto, a aflição e a tristeza por que passaste amiga, um verdadeiro Inferno dizes bem e só é pena muitas vezes nem ser apanhado quem faz esta crueldade....


beijinho e bom fim de semana

Ratatuis disse...

Querida Margarida!
Lamento muitissimo aquilo por que passou a sua terra e tu e tua familia em particular. Não há duvida que deve ter sido fogo posto, pois todos os anos é a mesma coisa no Verão. É de estranhar! Eu sou da opinião que quem põe fogos (seja ou não maluquinho) devia (em vez de estar preso) ser obrigado a prestar serviço comunitário, ajudando a reconstruir o que ajudou a destruir e ajudando os bombeiros a apagar fogos. Talvez assim soubesse o que custa construir... é muito fácil destruir...
Beijinhos

cristina fonseca disse...

:( é mesmo muito triste amiga ... A quantidde de área ardida, os animais mortos ... :( os bombeiros ...
Um crime ... :(
Sabes que vou estar sempre aqui !
Beijinho e força para ultrapassar este inferno ...

Pitaco Gastronômico disse...

Olá Margarida! Que triste tudo isso que aconteceu... Em Brasília estamos passando problemas parecidos com este, mas em menores proporçoes... Meu marido é Bombeiro e tem passado muita dificuldade durante o combate aos incendios, ele chega em casa do trabalho todo chamuscado, triste e preocupado com a situação... Mas temos que confiar em dias melhores, né?!

Espero que tudo esteja bem agora e que o povo de sua cidade possa recomeçar com fé esperança!!

Beijos, Camila.

Fofura de Cupcake & Cia disse...

Oi Margaria.. Nossa , que triste isso né ?! ://
Um verdadeiro inferno .. como disse rs
2beijos , e um ótimo resto de final de semana ><

Josy disse...

Margarida querida, seu texto me fez chorar, uma por que sou uma manteiga derretida, e outra por que me cala imensamente no coração tragédias desse tipo, penso nas plantações dos seus avós, que tanto já lhe ofereceram frutos, penso na mata, tão verde e cheia de vida, morrendo por conta do fogo, penso nos animaizinhos indefesos, tentando salvar sua familia, sem saber como e por que. Penso em vc amiga, e todos as pessoas que por perto estavam, o tão dolorido assistir essas cenas. É lamentável, é revoltante pensarem ainda que são coisas de maluquinhos, isso é coisa de assassino, sem carater, sem coração, sem alma. Sinto muitissimo o ocorrido minha amiga, e espero que vc não perca a fé em Deus, e que tudo recomeçe novamente, e que volte a alegrar os vossos corações com a mata verde novamente e o céu azul em sua plena imensidão. Bjos amiga, espero que vc esteja melhor. Bom final de semana

Prata da casa disse...

Querida Margarida: os incendios são sempre um flagelo e devem ser tremendamente assustadores. Ficarmos impotentes face à sua força destruidora ,deve ser devastador. Muita força,amiga.
Bj e bom fim de semana
Márcia

Lenita disse...

Querida Margarida, lamento tanto a destruição de um património natural tão precioso!
Apenas resta desejar a punição dos culpados!
É a desolação total, já vive isso de perto quando há anos atrás praticamente toda a floresta de Vilar de Mouros ardeu. A Natureza tem os seus meios de se regenerar mas leva muitos anos até que tudo volte a ser verde e se vejam árvores de novo.
O cheiro da terra queimada é horrível, lembro-me de me sentir desolada olhando o negro e aquele cheiro de cinza velha!
Tal como a natureza se renova também a Margarida irá ultrapassar este desastre, força amiga.
Bjs

Cozinha de Mulher disse...

Minha amiga que coisa horrível..
Imagino como seu coração ficou miúdo.. o medo.. afinal nos sentimos pequenos diante da imensidão disso tudo..
Também fico a pensar nos animaizinhos tentando escapar.. e muitos com filhotinhos.. nossa!! Que tormento.. Muito triste né?
Espero que estejas melhor...

Olhando as fotos dá pra ver o quanto foram angustiantes estes momentos..
Muito triste mesmo..

Beijos minha amiga... e fica com Deus!!
Que seu domingo seja especial viu?
Sheila

Gisela disse...

Margarida, eu sei dar o valor ao que passaste, pois passei a minha infância, até aos 20 anos em Monchique, terra de muitos e grandes incêndios.
É das catástrofes que me aflige mais, e tenho muito respeito pelos Bombeiros, que tanto fazem para os combater e por vezes ninguém lhes dá valor.
Agora tens que andar em frente e pensar que graças a Deus toda a tua familia está viva.
Um beijinho e bom fim de semana

Rita disse...

Mas que bom ver tudo resolvido, espero
que já esteja tudo bem por ai, é muito
triste essas coisas perigosas, e ter vc
de volta é um prazer, será sempre bem vinda
Abraços de bom final de semana
Bjuss
Rita!!!

pedra de sal disse...

Margarida é realmente muito triste... E apenas mais uma prova que somos um pais terceiro mundista em tantas e tantas coisas :-(
Os bombeiros são verdadeiros heróis... Porque são dos poucos que mesmo sem receber um tostão e muitas vezes sujeitos a criticas ainda assim lutam para salvar bens, vidas, enfim...
Votos de que tudo volte à rotina rapidamente e obrigado pela sugestão de que gostei muito.

Gracita disse...

Oi Amiga. Como é triste ler uma notícia como essa. Ainda bem que tudo já foi resolvido. Tenha um dia maravilhoso recheado com as gostosuras da vida... muitos abraços, uma grande dose de carinho e muitos beijinhos para colorir a sua vida e alegrar seu doce coração. Meu beijinho com carinho e muita ternura pra ti
Gracita

Andréa disse...

Querida Margarida
estou aqui cheia de tristeza com essas fotos,
imagens arrepiantes, um verdadeiro horror.
Um fato muito triste, mas ainda bem que está tudo
resolvido apesar dos estragos.

Espero que esteja tudo bem com vc e com a sua família!
Fique com Deus!
Beijinhos ♥

Felismina disse...

É muito triste, posso imaginar a tua dor! Mas infelizmente não faltam "malucos" por ai...se tivessem o devido castigo, talvez isto não acontece-se! Mas a nossa justiça é uma verdadeira vergonha :(

Beijocas

Denise disse...

Que imagens chocantes! Nunca vi algo assim. Não gostaria de ter essa vivência. Deve ter sido muito duro para vc. O pior é que para a natureza se refazer leva muuuuuito tempo. Que sua cidade possa se refazer dessa tragédia! Muita paz!

Artes da Mel disse...

Poxa Margarida quanta tristeza, estou aqui imaginando sua angustia.
Espero q agora esteja tudo bem e q essa semana seja de renovação!
Bjss
Mel

Claudia e Brigida disse...

Que coisa horrível,imaginamos o que tenha passado só pelas imagens dizem tudo,devia ter sido fogo posto é sempre todos os anos pelo Verão acabam com o verde todo.
Beijinhos
Brigida e Cláudia

Flora Maria disse...

Estou aqui chorando ao ler sua postagem para a Teia Ambiental, Margarida !
É muito triste ver o verde virar negro, sentindo o quanto somos impotentes diante da força poderosa do fogo. E muito mais triste é constatar que muitas vezes esse fogo é provocado por seres humanos que não percebem a loucura que estão fazendo !!!

Eu vivi uma miniatura do que aí aconteceu quando aqui no sítio onde moro o fogo chegou - por mãos de algum descuidado que colocou fogo no seu pasto. O fogo não conhece fronteiras, e invadiu meu terreno, queimando árvores e nos deixando assustadíssimos, ao constatar sua força e periculosidade. Felizmente os vizinhos - já experientes - acudiram e conseguiram controlar o incêndio. E o medo ? Como dormir, pensando que alguma fagulha poderia estar adormecida e despertando daria continuidade ao pesadelo ?

No dia seguinte fui olhar o estrago e a paisagem parecia lunar, sem vida, com o chão totalmente coberto por uma grande camada de cinza !
Fazia só 2 anos que moravamos no sítio, vindo de uma grande cidade e sem imaginar como era a vida no campo. Foi um "batismo de fogo" literalmente.
E durante muitos e muitos, e muitos anos, quando chegava nosso inverno seco, o medo vinha com ele. Pois por aqui, os moradores do campo fazem "queimadas" para renovar o capim que alimenta o gado.

Lamento profundamente o que estão passando na sua terra. Mas sei que tudo passa, e o verde voltará a brotar no solo e no coração das pessoas, trazendo a esperança de dias melhores.

Beijo

kika disse...

Estava em Tabua nessa altura e lembrei-me como devias estar preocupada e aflita... nós mesmo um pouquito mais longe estavamos preocupados... mas já passou e que venha a chuva para ver se os fogos acalmam um pouco por todo o lado... bjs