quarta-feira, 8 de agosto de 2012

BC - Café entre amigos/presentes que nao recebi - Bolos de Risotto



Ora entao bom  dia, bom dia gente linda, chegamos ao meio da semana  (tao rapido ughhhh), dia da BC do Blog "Café Entre Amigos" da querida Patricia, e hoje o tema escolhido é:


"Presentes que desejei, mas nunca ganhei"!




Eita Patricia, com essa vc me deixou KO, e eu vou passar a explicar o porque de me ter deixado KO.

Minha mae me deu uma educaçao, posso dizer mesmo um pouco rigida, a nivel de muitas coisas na vida acredite, uma parte dessa educaçao passou pelo fato de eu nao pedir nada, acho que até seria pecado eu pensar em algum presente que desejasse muito, me contentava com o que me dessem,
 e a verdade é que ainda hoje eu funciono um pouco assim, me contento com o que me dao, ja nao o faço aos meus filhos, embora as geraçoes sejam outras e o estilo de vida seja outro tb.

Mas vamos lá entao:

Na minha infancia tinha um brinquedo que eu adorava de paixao, creio que ja nessa altura o bichinho da cozinha havia despertado em mim, era uma cozinha completa, incrustada numa base de plastico, mas fazia ja lembrar as cozinhas de hoje em dia, uma cozinha completa, os armarios abriam e depois á parte se podia comprar os tachos, panelas, copos, pratos etc... tudo para a completar, um presente de sonho, nao ganhei, brinquei com muitas e dei muito mais valor nao tendo quando brincava com as minha coleguinhas que tinham e nao ligavam nenhuma.

Ja na adolescencia, quis uma maquina de escrever, sempre fui apaixonada pelas letras e pela escrita, gente uma maquina de escrever, nao um  computador (nessa altura creio que os computadores eram ainda uma especie rara) e nunca tive, escrevi meus poemas á mao, tenho cadernos cheios de poemas e outras historias que eu inventava.
 Na altura de ingressar no ensino superior, e aqui eu tb posso considerar que seria um presente, mas este presente eu tive, nao da maneira como eu queria, eu quis entrar na escola superior de "Belas Artes", meus pais consideraram isso um lixo, sem futuro, cursei biologia, e essa sim foi lixo, pois eu nao exerço, sinceramente hoje me arrependo das horas que passei a "queimar pestanas" para as frequencias e exames, é duro acima de tudo por pensar que hoje eu poderia fazer o que eu gosto e nao faço, porque meus pais me cortaram as pernas.

Creio que toda a mulher sonha com o dia do casamento, eu tb sonhei, e também vivi esse conto de fadas, mas queremos um conto de fadas bem ao nosso gosto, queremos nos sentir princesas, nem que seja só por umas horas, nem nesse dia ganhei de presente o vestido dos meus sonhos, o bolo dos meus sonhos, o casamento dos meus sonhos, eu creio ja ter referido em algum post que sou filha unica :( e como tal tenho que vos dizer que ate meu casamento foi o sonho da minha mae (nao no noivo, esse foi eu quem escolhi, se bem que contra a vontade dela hihihihihihi), mas o vestido de noiva que eu queria, ainda esta arrumado o recorte em minha caixa de sonhos, quando eu mostrei o que queria, minha mae tratou logo de mudar e alterar tudo, travamos uma batalha bem grande as duas por conta do vestido, mas ela ganhou, ohhhh se ganhou, e quando foi a escolher o bolo de noiva, eu estava a escolher um modelo, mas aí vi que meu pai havia gostado de um outro, minhas amigas, se eu 
 abdiquei do meu vestido, meu pai tb tinha o direito de ter algo ao gosto dele, entao o meu bolo de noiva foi ao gosto de meu pai. Hoje espero conseguir chegar aos 25 anos de casada para eu e meu marido ganharmos de presente o que nao tivemos (ja estamos nos 18).

Um presente que eu queria mas nao ganhei, uma casa, (eu tenho uma casa, até é uma casa bem grande) uma casa ao meu gosto, com as divisoes dispostas da forma que eu gosto, que eu quero, mas quando eu e o meu marido começamos a ver casas para comprar (neste caso as casas estavam em construçao, o final delas era por nossa conta) imaginem quem foi se meter??? Pois minha mae. Droga, meu marido caiu no conto dela, so me tinham a mim, nao tinham mais filhos, sabem aquela velha historia de quem toma conta de nós,meu pai tenho a dizer, foi contra o que a minha mae fez, mas convenceu meu marido e arranjamos o andar de cima da casa para nós, hoje meu marido está mais que arrependido, mas eu e meu pai avisamos.

 E como ultimo presente que eu desejei e nao tive, uma filha, alias eu tive, mas nao tenho mais. É eu sei, esse sonho é bem façil de resolver, pois é, mas a idade avança, e ja nao tenho mais paciencia para voltar a ter um bebe em casa, um dia se Deus quiser terei 2 noras lindas!!!!

Gente, gente me esqueci, teve uma coisa sim que eu pedi para meu papy, nossa o que eu implorei para ele me dar, mas nao ganhei de presente nao, uma aparelhagem, nessa altura ainda nao havia CD'S eram os discos de vinil, e as aparelhagens tinham tinham 2 locais para colocar Ka7s e por cima o leitor de vinil, nunca ganhei uma dessas nao, mas lembro o quanto eu corri atras do meu papy para ele me dar.

Nao teve assim mais nada que eu lembre, pois como eu ja falei minha educaçao nao me permitia pedir, mas sim aceitar o que me davam. ainda bem que eu hoje sou diferente, que jogo de maneira diferente com meus filhos, nao dou tudo para eles nao, têm a responsabilidade de muitas vezes ter de juntar o dinheiro para comprar as coisas, mas tento que eles recebam o que gostam, pois a infancia e a juventude passando, entramos na correria da vida e deixamos para traz magoas que eu nao quero que eles tenham, quero que sejam pessoas bem resolvidas com a vida!!!

Patricia, minha contribuiçao hoje nao está muito boa nao, mas... participei!!!!

E mesmo sem ter recebido a cozinha, eheheheh, hoje tenho uma cozinha de verdade onde dou asas á imaginaçao e nao deixo nada estragar-se como é o caso destes bolinhos de risotto. Sobrou um pouco de risotto de frango de churrasco, e eu olhei para ele, ele olhou para mim, trocamos um olhar apaixonado, "ai foi amor, amor á primeira vista, e a esse amor nao nada que resista, ai foi amor, amor ao primeiro olhar e foi assim que o risotto fui aproveitar"

Foi a olhometro, mas vamos lá:

Comecei por acender o forno a 180º (+ou -).

Deitei o risotto (devia ser mais coisa menos coisa 500 gr) para uma taça, adicionei 6 ovos, mexi muito bem, e para dar o ponto de liga juntei 3 colheres de sopa de farinha trigo, e adicionei 1 colher de sobremesa de fermento em pó, mexi tudo muito bem , e deitei colheradas deste preparado num tabuleiro forrado com papel manteiga, espalmei com as costas da colher e levei ao forno até estarem cozidos, mais ou menos 20 minutos, mas isso tb depende de forno para forno. 

Adicionem um pouco de salsa picada, ou outra erva aromatica ao vosso gosto, dá logo outro sabor, eu na altura esqueci-me :(




Espero que gostem da sugestao!



32 comentários:

Guloso e Saudável disse...

Bom dia Margarida,
Na nossa família sempre tivemos o cuidado de não influenciar em demasia nos desejos de nossos filhos, embora por vezes avisemos que vai dar errado..., mas é um erro deles para o aprendizado.
Os bolinhos de risoto sao uma forma de aproveitamento muito interessante, prática e saudável, adorei.
Beijo,
Vânia

M. disse...

Olha que bolos tão jeitosos!!!
Sou como tu, também nunca fui de pedir, nem de receber muitos presentes, fico contente com o que me derem ;)
Beijinhos,
Madalena

Cris disse...

hummm Margarida ... que coisa boa ! Delicia de sugestão mesmo!
Beijinho :)

saboracasa disse...

Yammi adorei :)

Cris Henriques disse...

Oi Margarida!

Tudo bem?

Essa receita do bolos de risotto abriu-me o apetite! :P

Mas em relação BC é assim, a vida às vezes parece que só nos dá as coisas pela metade. Acho que isto só nos acontece quando deixamos nossos sonhos para trás.

Nunca desistas.

Um beijo,

Cris Henriques

http://oqueomeucoracaodiz.blogspot.com/

Miminhos da Mito disse...

Olá

Ficou linda a tua sugestão , mãe é mãe e elas por vezes pensam que estão a fazer o melhor para nós , a minha mãe também é um pouco assim mas acho que ela nem da conta e eu deixo a andar :)

Bjs

luci disse...

Em casa os meus pais sempre queria que fosse do jeito deles mas como fui sempre teimosa demais eu fazia o que eu queria,e o pior é que muitas vezes fazia a coisa errada,adorei o bolo de risoto deve ser delicioso beijos

Lílian Almeida disse...

Oi Margarida, amei sua narração e todos os detalhes, é menina, essa do vestido é complicado,hein!Também fui acostumada a contentar-me , e acho que na medida certa é bom .Ainda bem que não ganhar a cozinha não a impediu de ser tão talentosa !
Beijo no ♥ flor!
http://casascoisaseoutros.blogspot.com.br/

*Escritora de Artes* disse...

Olá querida,

Que belo relato, adorei sua participação!

Bjos

Andréa disse...

Querida Margarida,
nunca é tarde para realizarmos os nossos sonhos não é mesmo?
Adorei o café entre amigos, a sua receita está boa demais, uma delícia!

Beijinhos ♥

Rosinha Benvenga e Teresinha Putrini Bortolotto disse...

boa sugestão,para quando sobrar risoto gostei da ideia bjs

Patricia Galis disse...

Minha amiga sempre me emociono com seus post, gosto do jeito que conta suas historias alguns alegres outras nem tano, o que sinto mais é o dia do casamento afinal para mim é uma vez só, mas o que importa é que vivas bem, eu tbm queria ter tido filhos pelo menos um menino, mas não deu certo.
Obrigada pela sua participação e essa receita ai é uma delicia kkk vou engordar só de visitar seu blog.

Fê Dayrell disse...

Margarida os bolinhos de risoto me agradaram muito, vou tentar fazer.
Desejo sinceramente que vc consigo os presentes que ainda não ganhou.
bjo

marijose disse...

Que ricos amiga, una excelente idea, besos

Fofura de Cupcake & Cia disse...

Oi Margarida *--*
Que linda o post *o* , como a Andréa disse: nunca é tarde par realizar seus sonhos *--*
E esse bolo de risotto.. que isso ?!kkkk me deu água na boca :9
Beijos&Beijos, a tenha um ótimo dia

Gabriela Palombo disse...

Emocionante é assim que descrevo seu post hoje.

Christian V. Louis disse...

Margarida, do contrário, sua contribuição nesta Blogagem foi a das mais ricas e com desabafos pessoais. Sua mãe pelo visto é bem dominadora e penso que nunca é tarde, talvez ainda possa fazer o curso que quer.
Parabéns pela sinceridade do post!

Maria Eduarda disse...

Adorei seu post pena que não realizou os desejos no casamento é duro quando tentam e conseguem mandar na nossa vida adorei a postagem essa receita já anoitei.

Cozinha de Mulher disse...

Oi minha amiga.. Ufa.. Ufa... Demorei mas consegui chegar..
Como sempre seus posts são lindos amiga..
Eu adoro ler... Eita que nossos sonhos eram coisas que aos olhos dos nossos filhos hoje são quase que nada mas que pra nós naquela época era quase que inatingível... e muitos dos nossos sonhos foram né??
Também sonhei em me casar.. como princesa, com aquele vestido lindo..
Mas nunca me casei na igreja.. e hoje sei que isso também não vai mais acontecer, então esse sonho eu nem comentei rssrs
Planejei em realizar o casamento e as meninas serem as damas rssrs
Seria um dia de realização ver minhas filhas participando do casamento.. mas aíd esandou tudo e você sabe o resultado né?? rsrs

Mas voltando a você..
Amei cada detalhe..
Um beijo carinhoso no coração...
Da amiga de sempre
Sheila

Waldir disse...

Receita boa demais rs
Quanto ao post conseguiu me emocionar parabéns pela forma que escreveu.

Josy disse...

Margarida querida, adorei sua participação sim, como vc, cresci assim tbém, minha mãe queria sempre resolver as coisas por mim, escolher as coisas por mim, e quase sempre ela vencia. No final das contas os sonhos que eram meus, não eram os mesmos que os dela, e ela os realizava através da minha obediência hehe. Também sonhei com uma cozinha quando era pequenina, mas na época papai não podia comprar aquela que eu queria e afinal tinha as amigas ricas que tinham e eu me divertia com as delas. Seus bolinhos com certeza ficaram deliciosos, se o risoto por si só já é bom o que dirá em bolinhos! Acompanhados com esse espaguette, ficou perfeito.Beijinhos amiga

A arte em ser mulher disse...

Oi Margarida passando para deixar um abraço.
Conheço esses bolinhos pelo nome de Arancini.
Ficam deliciosos.
Abraços Camila Marinho.

Rita disse...

Minha linda são tantos os presentes que
desejamos mas, por um ou outro motivo deixamos
de ter
E as lembranças ficam, gostei do seu post
Essa Blogagem sempre deixa a gente feliz
por conhecer melhor os amigos
Bjuss com carinho
Rita!!!!!

Ana Claudia disse...

Querida amiga, os bolinhos estão com ótima aparência, nunca pensei em fazer bolinhos de risoto, ótima ideia, creio que todos nós temos lembranças boas e ruins e o bom de tudo isso é que você pode fazer a vida dos seus filhos diferente da sua.
Beijinhos amiga!!

Lylia disse...

Oi Margarida,
Ótimo texto.
Agora eu é que estou desejando esse bolinho delicioso.
Bj,
Lylia

5n3v35 disse...

Sensacional sua história. Fiquei até sem ter o que dizer... acho que ainda estou processando a realidade da vida. As imagens abriram meu apetite, vou aproveitar que fiquei sem ter o que dizer e vou jantar...
obs.: ao som de Kiss - Because I'm a Girl(Korean).

Artes da Mel disse...

Oi Margarida! Diferente sua receita, mas gostei!
Estou com saudades de ver seus patudinhos!!! Eu ganhei um gatinho preto e branco muito fofo, chama-se Pompeu e é muito mansinho e carinhoso!!!
Bjsss
Mel

Simplesmente Li disse...

Oi Margarida, lendo seu post lembrei de minha filha. Ela tem 1 ano e meio, mas vive com suas panelinhas de brinquedos. Será que ela vaogostar da arte de cozinhar igual a você?
Parabéns pelo post!
www.catinhodali.com

ANDRÉA disse...

Oi Flor,
Adorei o café entre amigos.
Que Receita Maravilhosa!
Um beijo Grande
Andrea

Patrizia Dias disse...

margarida sua postagem me emocionou...parabéns pela delicadez como contou.

Gracita disse...

Oi Margarida. Que post emocionante querida. Nem tudo aconteceu como você queria mas o que importa que hoje feliz com seus tachos e panelas. E a receita nota 1000.
Um grande abraço
Gracita

Cris Coelho disse...

Amei a forma franca e quase um desabafo como contou suas experiências. É isso mesmo Margarida, o que importa é que hoje você é forte e valente e luta para conquistar os "seus sonhos". Parabéns! Quando puder, conheça o meu novo cantinho (http://vaievematelie.blogspot.com.br/) e dê a sua opinião. Beijos e Boa Sorte.