terça-feira, 31 de julho de 2012

Pirogger


Bom dia, bom dia gente linda :)!!!!

Cá estamos para mais uma BC dos países de A a Z da SHEILINHA, do Blog "COZINHADE MULHER"!!

Parece-me que me vou encontrar com muitas participantes lá para as bandas da rica Escandinavia, uma vez que o país escolhido por mim foi a Dinamarca!




Localizada na rica Escandinávia, a 

Dinamarca é um pequeno país com 

infra-estruturas turísticas de qualidade. 

Da elegante capital Copenhaga, 

recheada de gente bonita e alegre, à 

estudantil cidade de Aarhus, das 

actividades ao ar livre de Silkeborg ao 

festival de música de Roskilde, 

passando pela cultural Odense, berço 

de Hans Christian Andersen na ilha de 

Funen, a Dinamarca oferece de tudo um 

pouco aos viajantes. 


A cidade de que vos poderei falar melhor será Aarhus, é o centro cultural e comercial da Jutland, a 

península onde a Europa Central se une à 

Escandinávia. Com um elegante e bem preservado 

bairro histórico, um ambiente jovem e

 vibrante e belas paisagens em redor da cidade. 

Dinamarca é conhecida por Lindas e variadas 

paisagens, infinitos lagos e ilhas, além de 

montanhas imaculadas, um enorme gosto pelo ar 

livre e muitos desportos para praticar, são algumas 

das características e atractivos da Dinamarca.


Conhecida como " o país de Conto de Fadas ", por 
ser país natal de Hans Christian Andersen, a 
Dinamarca é a mais antiga monarquia do mundo.
culinária dinamarquesa é muito variada, e 
representa bem o tipo de culinária que se encontra 
em toda a Escandinávia. Famosa pela sua carne de 
porco, pelos laticínios e sanduíches abertos e 
também pela confeitaria, na Dinamarca o dia 
começa com um pequeno almoço à base de pão, 
queijo e café ou leite. O almoço é composto por 
uma sanduíche aberta muitíssimo elaborada, 
constituindo quase uma refeição; é geralmente 
servida com salada, queijo ou fruta. A hora do chá 
da tarde serve de pretexto para que os 
dinamarqueses se deliciem com bolinhos, tortas, 
bolos amanteigados e biscoitos, muitos deles de 
renome internacional. A refeição principal é feita 
ao início da noite, sendo geralmente composta por 
mais de dois pratos.


O porco, o peixe, o frango e a vitela são muito 
apreciados, e a sobremesa é normalmente à base 
de frutas, como é o caso do Frugtkage, a torta 
dinamarquesa de maçã, confesso que era essa 
que eu ia para fazer, mas ontem ja cheguei tarde a 
casa e nao tive tempo,mas ainda esta semana vou 
ver se consigo posta-la no blog uma vez que ja 
comprei os ingredientes!





Por exemplo so em Copenhaga existem mais de 2000 restaurantes, o que vos pode dar uma ideia da variedade gastronomica do país.

Os imigrantes têm trazido suas próprias 
especialidades, com o que resulta fácil encontrar 
comida italiana ou grega, embora os dinamarqueses 
se aferrem a seus próprios costumes. Sendo como 
é, um país sobre água, destaca o peixe o qual 
serve-se de todas as formas imagináveis, cru, 
defumado, fervido, assado, ou grelhado.
Aliás, o mais popular da gastronomia 
dinamarquesa conhece-se com o nome de Det 
store Kolde Bord (a grande mesa fria), um buffet 
com uma variedade quase ilimitada de pratos frios 
e quentes. Peixes, carnes, verduras, legumes, 
embuchados, pão e um longo etcétera de alimentos 
compõe esta mesa.



Outra especialidade é o "smorebrod", o sanduiche 
aberto. Trata-se de uma fatia de pão branco ou 
integral untado com manteiga dinamarquesa e 
adornado com carne defumada, peixe (arenque 
sobretudo), verdura, queijo e acompanhado de uma 
boa garrafa da genuina cerveja dinamarquesa e, se 
o estômago permite, também com um drinque de 
"snaps", a tradicional cachaça. Quase todos os 
restaurantes e lanchonetes oferecem este sanduiche 
a modo de comida rápida, que come-se ao meio 
dia. Pode-se recorrer também ao Menú do Dia, 
"
Dagensret" consistente em dois pratos por um 
preço razoável.

A pastelaria dinamarquesa oferece também 
especialidades a levar em conta. A amêndoa, o 
folheado e os cremes são os ingredientes 
fundamentais. Sobressai o "wienerbrod" e as pastas 
dinamarquesas. Os produtos lácteos são também 
imprescindíveis na gastronomia local, a manteiga 
com um pouco de sal, os queijos, entre eles o 
Danablu e o Esrom (creio que impossiveis de 
encontrar aqui em Portugal, a nao ser que o El 
Corte Ingles nas suas especialidades gourmet's os 
tenha)
Na Dinamarca os horários de comida são de 12.00 
às 14.00 horas, geralmente, uma comida rápida e 
leve (habitos alimentares completamente 
diferentes dos nossos que em regra geral fazemos 
uma boa refeiçao ao almoço, deixando as mais 
rapidas e leves para o jantar) e logo a partir das 
18.00 até às 21.00 horas é a 
hora dos bons restaurantes, com cardápios 
maravilhosos e preços elevados.



No toca ás bebidas, pois a mais tradicional e conhecida mundialmente sao as cervejas.

No Natal toma-se uma bebida muito especial 

Julglogg, vinho doce quente preparado com cravo e 

canela e regado com um pouco de vodka (creio por 

aquilo que tenho lido nos blogs brasileiros bebida 

um pouco parecida com o "quentao", mais 

tradicional na altura das festas "juninas"). Por sua 

parte a cerveja dinamarquesa tem fama no mundo 

todo. Especialmente, a Calsberg, a que se une a 

Tuborg. Nos bares servem-se tanto em garrafa 

quanto a pressão.


O robusto povo da Dinamarca durante milhares de 
anos, foram colher os alimentos que sobrevivem 
nas suas chill e clima húmido do Norte, e ao longo 
desses milhares de anos, os alimentos têm criativa 
e artisticamente sido aperfeiçoado para o que 
consideramos escandinavos cuisine. Alguns dos 
alimentos da Dinamarca incluem cevada, batata, 
verduras, centeio, beterraba, cogumelos, frutos e 
produtos lácteos. Estes são apenas alguns dos 
alimentos Dinamarca é conhecida por, juntamente 
com os seus vizinhos países escandinavos, Suécia, 
Noruega e Alemanha.

Dinamarca durante milhares de anos foi uma 
sociedade agrícola, e ainda para este dia valor é 
colocado sob a frescura, qualidade e localização de 
todos os seus home-alimentos cultivados. 
Juntamente com essa frescura é o conceito de 
"hygge", que significa "morna, fuzzy, aconchegante 
e confortável sensação de bem-estar." O povo da 
Dinamarca infundir hygge em sua cozinha e 
hospitalidade, o que vai certamente descobrir a 
nível local e restaurantes Eateries .


Baseado em torno desta idéia de hygge, a Cozinha 
da Dinamarca tem tudo a ver com bons amigos, 
boa comida, vinho, iluminação suave, a música, e 
todos-cerca de alegria. Na Dinamarca, as pessoas 
são conhecidas por serem muito liberais, mas 
quando se trata de cozinha e jantar, eles são muito 
conservadores. O seu sentimento de 
tradicionalismo é muito forte, e eles tendem a 
manter estas tradições vivas.

Fonte: www.viajarabajoprecio.com





Vou deixar-vos uma receita de 1 pao tipicamente dinamarques, deixo-vos a receita na integra mesmo o recheio, eu tive pouco tempo para preparar tudo, e depois ainda por cima me encontro lá com a Sheila, conversa de um lado conversa do outro ja cheguei tardissimo aqui a casa para preparar as coisas... eheheheh!!!!

*25 gr de fermento biologico fresco (usei uma colher de sopa de fermipan
*1 e 1/2 chavenas de agua tepida
*1/2 colher de cha de açucar
*1/2 chavena de AMA liquida (é o equivalente á nossa vaqueiro liquida, embora lá existam com inumeros sabores )
*250gr-300gr de farinha

Mistura-se o fermento na agua morna, adiciona-se o açucar, o sal e a vaqueiro liquida. Aos poucos adiciona-se a farinha sovando bem a massa. Deixa-se a massa descansar cerca de meia hora.

Entretanto prepara-se o recheio

*150 gr de batata cozida cortada em cubos
*75 de espinafres cozidos
*75 gr de presunto cozido cortado em cubos
*75 gr de queijo em cubos ou ralado (eu usei o muzzarella ralado)
*leite ou ovo para pincelar
*sementes de sesamo (gergelim) para polvilhar

Mistura-se as batatas, os espinafres, o presunto e o queijo (eu nao fiz este recheio devido á falta de tempo, mas ja comi este pao e posso garantir-vos que fica bem com qualquer tipo de recheio, quer seja este, quer adicionando salmao fumado, ingrediente muito usado na Dinamarca, ou outro a vosso gosto, como queijo tomate e presunto ou só queijo e tomate, só queijo....)

Moldei a massa num rectangulo e no centro  coloquei o recheio, dobra-se os cantos da massa sobre o recheio e da-se uma forma oval ao pao, fechando bem o centro sobre o recheio, coloca-se num tabuleiro e pincela-se com gema ou leite (eu usei leite) e polvilha-se com sementes de sesamo (gergelim) (eu usei sementes de chia, pois desconhecia que o meu sesamo tinha acabado.

Vai ao forno a 200º-225º cerca de 15 minutos ou ate estar douradinho!!!

*Nota, o meu ficou com esta cor maravilhosa porque cozi a lenha


É um pao excecionalmente fofinho que nao conseguimos ficar só por um, a receita apresentada nao difere muito da verdadeira Dinamarquesa, mas fazendo um balanço de ambos, os comidos lá e aqui em casa, nao sei, se calhar os de lá tem um gosto de ferias, de conhecimentos e logo tudo sabe de forma diferente!!!

E por causa deste post, fiquei com uma vontade doida de voltar á Dinamarca... ughhhhhhhh!!!

Beijocas


24 comentários:

são33 disse...

Adorei o teu pão esta lindo e parece bem fofo.
Já levava um...ou dois.
bj

Guloso e Saudável disse...

Olá Margarida,
É um post muito rico em informação, deveras interessante, pouco conheço da Dinamarca, adorei a receita do delicioso pão.
Beijo,
Vânia

Felismina disse...

Margarida os pães ficaram cá com um aspecto...bem apetitosos!

Bjs.

O Cantinho da Sophia disse...

Ficaram com um aspecto mesmo delicioso.
beijinhos

Miminhos da Mito disse...

Olá

Ficaram com um aspecto maravilhoso aiiiiii deve ser delicioso , gostei de tudo do texto e do pão :)

Bjs

Cozinha de Mulher disse...

Ai que delícia minha amiga..
Quase perdemos o voo com tantas conversas pra colocar em dia em? srsrsr
Amei... amei.. amei...
Também não sei se ficaria só com unzinho só não..
Tá com uma carinha tão gostosa... tão sabor de quero mais um srsrsr
Além da receita maravilhosa... a aula que você dá em cada post é de arrasar, quando estava pesquisando a história do país eu pensei cá comigo... "Minha amiga vai arrasar então eu vou só colocar o que mais me chamou a atenção aqui rsrsr"

Como sempre perfeita minha amiga..

E vamos que acho que mais meninas estavam naquela fila não acha? rssrsr

Beijokas e vamos viajar..

Andréa disse...

OLÁ QUERIDA,
PARABÉNS PELO POST, SUPER RICO ESCLARECEDOR, ADOREI!
A SUA RECEITA É SIMPLESMENTE MARAVILHOSAS, FIQUEI COM ÁGUA NA BOCA, SÓ DE OLHAR PARA AS FOTOS, QUE LOUCURA, FICARAM LINDOS!

BEIJINHOS

Artes da Mel disse...

Margarida que delícia de pão, gostei muito da receita e adorei ler as informações do post!!!
Bjss
Mel

luci disse...

Amiga fomos para o mesmo lugar que maravilha e que delícia de prato adorei beijos

Ana Claudia disse...

Amiga querida!!! Fui para Dominica, mas ja aterrissei na Dinamarca com 2 receitas deliciosas,a da Sheilinha e a sua, que delícia de pãozinho dá para se ver a maciez. Acho que terei que fazer...rsrs...
Aprendendo mais um pouco sobre a Dinamarca tb, muito bem explicado, está sendo um imenso aprendizado esta BC. Estou adorando, e olha que essa semana não foi fácil..rsrs, mas postei a bendita Dominica...
Beijocas
Ana Claudia

Paula Vieira disse...

Vamos embora Margarida, Dinamarca nos aguarde...
Que belissimo pão, até me cresceu agua na boca...

Bijocas

Mónica Silva disse...

Margarida esse queijinho por dentro deixou-me a babar eheheheh

Beijinho

Érica disse...

Não conhecia esse pãozinho, mas vou levar a receita comigo, porque está muito fofinho, fiquei até com desejo. Estou adorando saber dos países e a cultura deles.
bjs

Joana disse...

Ficaram muito bonitos os pãezinhos! Imagino que não se consiga ficar só por um!!
Um beijinho

Elsa disse...

Olá Margarida,
o meu centro de estética é em Midões, mesmo em frente à farmácia, espero cá por ti.
Beijocas

Fê Dayrell disse...

Margarida querida vou mandar lhe prender! (na minha cozinha é claro, pois preciso deste pão)
Que é isto, parece ser bom demais, estou aqui literalmente babando.
bjo

Mãos de prata disse...

Olá Margarida: estes pãezinhos estão a olhar para mim e eu estou com muita dificuldade em resistir-lhes. Feitos no forno de lenha têm ,sem dúvida ,outro sabor. Estou com tanta vontade de ter um forno desses. Ficaram maravilhosos.
Bj
Márcia

Josy disse...

Querida amiga, estou adorando viajar com voces, já vi almondegas dinamarquesas, agora vou pegar um pãozinho desse, o recheio dele com esse queijo derretendo e com espinafre, fora outros ingredientes ficou de babar no teclado. Adorei esse pãozinho, mais um que aprendo. O texto excelente bem esclarecedor.Não conhecia nada da Dinamarca e gostei muito de saber um pouco mais da culinária dinamarquesa. Ai ai esse pão que delicia ainda mais feito a lenha meu Pai TodoPoderoso. Bjocas

Lylia disse...

Lindos pães, Margaria! Valem a viagem!
Bj,
Lylia

Fofura de Cupcake & Cia disse...

Oi Margarida.. Nossa, que delícia em ?! Vou anotar ;D Esse pirogger, no lanchinho da tarde em ?! kkkkk.
Beijinhos flor, e uma ótima noite !

anapaulaml disse...

Olá

Parece que desta vez a Dinamarca foi a preferida e ainda bem porque esta receita tambem me parece excelente escolha.

beijinhos

Miriam disse...

Que delícia viajar com você e ainda de quebra comer um pãozinho delicioso desse????
Adorei, Margarida!!!!
1000 Beijokinhas

Cucina Mon Amour disse...

Oi Querida.
tudo bem???
Que bonito o teu blog. Adorei.
E também adoro fazer paes em casa....
gostei da receita.
vamos ficar em contato???
UM abraço.
Thais

Papinha Doce disse...

Acho imensa graça a esta vossa blogagem, se tivesse mais um tempinho livre também entrava, mas não dá mesmo.
Beijinho
Papinha Doce